ABC do investimento – Parte 3 – Conceito de Capitalização

Parte 1 – Introdução
Parte 2 – O que é investir?
Parte 3 – Conceito de Capitalização
Parte 4 – Conheça a sua personalidade como investidor
Parte 5 – Prepare-se para contradições
Parte 6 – Tipos de investimento
Parte 7 – Portefólio e diversificação
Parte 8 – Conclusão

Albert Einstein chamou a esta técnica matemática “a maior descoberta matemática de todos os tempos”. E nós pensamos que isso é realmente verdade, em parte porque, ao contrário da trigonometria ou cálculo que estudamos, a capitalização (“compounding”) pode ser aplicada à vida quotidiana.

A maravilha da capitalização (às vezes chamada de “compound interest“) é que transforma o dinheiro que ganhou no seu emprego numa ferramenta que gera um rendimento/ganho. Capitalização é o processo de gerar ganhos com os ganhos que já haviam sido reinvestidos noutro ativo. Para que resulte são necessárias duas coisas: o reinvestimento de ganhos e tempo. Quanto mais tempo der aos seus investimentos, maior é o ganho potencial do seu investimento original.

Para demonstrar, vejamos um exemplo:

Se você investir $ 10.000 hoje a uma taxa de 6%, terá $ 10.600 daqui a um ano ($ 10.000 x 1.06). Agora, por exemplo, vamos supor que, em vez de retirar os $ 600 que ganhou de juros, você mantém-nos lá por mais um ano. Se continuar a investir à mesma taxa de 6%, o seu investimento vai crescer para US $ 11.236,00 (US $ 10.600 x 1.06) até o final do segundo ano.

Dado que você reinvestiu esses $ 600, em conjunto com o investimento original, vai ganhar $ 636, ou seja, $ 36 a mais do que no ano anterior. Estes podem parecer pouco agora, mas não nos podemos esquecer que você não teve que levantar um dedo para ganhar estes US $ 36. Mais importante, estes $ 36 também têm a capacidade de gerar juros, ou seja, no próximo ano, o seu investimento será no valor de US $ 11.910,16 (US $ 11.236 x 1.06). Desta vez, você ganhou $ 674.16, que é $ 74.16 a mais do que no primeiro ano. Este aumento alcançado a cada ano é o efeito da capitalização: você vai ter um ganho adicional todos os anos ao reinvestir os juros ganhos, ano após anos e assim por diante.

Começar cedo

Considere dois indivíduos, vamos nomeá-los de Pam e Sam. A Pam e o Sam têm a mesma idade. Quando a Pam tinha 25 anos, ela investiu $ 15.000 a uma taxa de juro de 5,5%. Para simplificar, vamos supor que a taxa de juro foi capitalizada anualmente. Até atingir 50 anos de idade, a Pam terá $ 57.200.89 ($ 15.000 x [1.055 ^ 25]) na sua conta bancária.

O amigo da Pam, Sam, só começou a investir aos 35 anos. Naquela época, ele investiu $ 15.000 à mesma taxa de juro anual, de 5,5%. Até o momento em que atingiu os 50 anos, ele conseguiu arrecadar $ 33,487.15 ($ 15.000 x [1.055 ^ 15]) na sua conta bancária.

O que aconteceu? Pam e Sam têm 50 anos, mas a Pam tem 23.713,74 dólares (57.200,89 dólares – 33.487,15 dólares) a mais na sua conta poupança do que o Sam, apesar de terem investido a mesma quantidade de dinheiro! O que acontece é que, ao dar mais tempo ao seu investimento para crescer, a Pam ganhou um total de US $ 42.200,89 em juros e o Sam ganhou apenas US $ 18.487,15.

As taxas de ganhos da Pam e do Sam estão demonstradas no seguinte gráfico:

Como pode ver, ambos os investimentos começam a crescer lentamente e depois aceleraram, refletido no aumento da inclinação das curvas. A linha de Pam torna-se mais íngreme quando ela se aproxima dos 50 anos, não apenas, porque ela tem mais juros acumulados, mas porque esses juros acumulados estão a gerar ainda mais juros.

A linha de Pam ficaria ainda mais acentuada (a sua taxa de retorno aumenta) se o investimento continuasse por mais 10 anos. Aos 60 anos ela teria quase US $ 100.000 na sua conta bancária, enquanto que o Sam teria, apenas, cerca de US $ 60.000, uma diferença de US $ 40.000!

Quando investe, tenha sempre em mente que a capitalização amplifica o crescimento do seu dinheiro. Assim como o investimento maximiza o seu potencial de ganhos, a capitalização maximiza o potencial de ganhos dos seus investimentos – mas lembre-se, uma vez que o tempo e o reinvestimento são as ferramentas que tornam o trabalho de capitalização possível, você não deve mexer nem no valor inicial do investimento nem no que ganhou em juros.